HOMEM DE 47 ANOS MORRE NO BAIRRO COLINA APÓS AGREDIR A IRMÃ E O SOBRINHO
15/09/2020 09:34 em Novidades

HOMEM DE 47 ANOS MORRE NO BAIRRO COLINA

APÓS AGREDIR A IRMÃ E O SOBRINHO DE 27 ANOS

 

     Uma situação familiar acabou em morte,  na rua Citrina, no Bairro Colina, em Nova Era, no último dia 13 deste mês, por volta das 22h40m. Um homem de 47 anos, identificado como  Adriano Sidney da Costa, morreu após sofrer golpes de um cabo de picareta no peito, cair e bater com a cabeça em um degrau da porta da casa onde estava. A tragédia familiar envolveu uma irmã, de 63 anos de idade, um irmão de 47, que morreu e um sobrinho dos dois, de 27 anos, que foi quem desferiu os golpes que levaram o tio à morte. Segundo informações passadas aos policiais, o rapaz defendia a si e à tia, das agressões do tio.

    Conforme informação constante do Boletim de Ocorrência lavrado pela Polícia Militar, a mulher de 63 anos contou que na noite do domingo, dia 13, ela e o irmão foram à igreja. Estavam voltando normalmente para suas casas, quando no trajeto Adriano que se tornou a vítima, teria dito que ele, ela e outra pessoa iriam morrer, que ele mataria os dois e depois suicidaria.

      A mulher disse para a polícia que após algum tempo em sua casa, o irmão chegou lá e portando uma marreta começou a bater na porta. Vendo que um vidro da janela já tinha sido quebrado e que o irmão entraria, ela fugiu pelos fundos, correndo para a casa da irmã,  sendo seguida pelo irmão agressor.

      Ainda segundo descrito no BO policial, na casa do sobrinho, Adriano desferiu um golpe de marreta na cabeça da irmã. O sobrinho, morador na casa, tomou a marreta da mão da vítima, que então conseguiu pegar um martelo, com o qual passou a atacar o sobrinho, que se defendeu com a marreta.

      Tanto o martelo como a marreta, acabaram quebrando os cabos de madeira, quando a vítima se apoderou de uma picareta e desferiu um golpe tentando acertar a cabeça do sobrinho. Quando mais um golpe foi tentado a picareta chocou com a parede e também teve o cabo de madeira quebrado. O sobrinho então conseguiu tomar do tio o cabo de madeira da picareta e desferiu alguns golpes em seu peito. Adriano Sidney caiu e bateu com a cabeça em um degrau da porta, morrendo na hora.

    Acionada, a Polícia Militar esteve no local, na rua Citrina no bairro Colina, onde já encontrou o corpo sem vida e providenciou que a a senhora de 63 anos e o sobrinho fossem levados ao hospital para cuidar dos ferimentos recebidos. Logo após o atendimento, os dois foram liberados pelo médico de plantão. Também esteve no local a equipe do Gave – Grupo de Resgate de Nova Era. Compareceu também a perícia técnica da Polícia Civil, que realizou o trabalho necessário no local e liberou o corpo, conduzido ao Posto Médico Legal (PML) do cemitério do Baú, em João Monlevade, onde foi examinado por médico legista para atestar a causa da morte.

     O suspeito de 27 anos, recebeu voz de prisão em flagrante por homicídio, após ter recebido atendimento médico no hospital e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, para as providências determinadas em lei. 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!