SAUDADE MINEIRA (Juliana Inez Silva)
07/06/2019 23:26 em Novidades

 

SAUDADE MINEIRA

 (Juliana Inez Silva)

 

Ah! Que saudade! 

Saudade infinita

Saudade doida

Do povo de lá. 

 

Ah! Que saudade! 

Saudade aflita

Saudade que agita

Da terra acolá. 

 

Quando chega a saudade

E me sinto em chamas

Eu deito na cama

Pro peito apertar

 

Lembrando canção

Esqueço o refrão 

Venço a solidão

E me ponho a cantar

 

Pra tristeza espantar

E um pouco acordar

Deste tal pesadelo

Que faz recordar

 

Os dias de festa

Brincando a bessa

Com a turma animada 

Que tinha por lá. 

 

E o cheiro de terra

Levando pra perto

Da casa modesta

A poeira que dá. 

 

Ah! Que saudade! 

Saudade que fica 

Fazendo figa 

Pra gente matar

 

E mil sertanejos

Tocando lampejos

Nas serenatas

A luz do luar

 

Com suas cantigas

Modas antigas

Em meio aos folguedos

Em meio ao rezar

 

Chorando, em pranto 

Sento num banco

Sonhando um dia

Voltar a ir lá

 

Lembranças de Minas

De suas colinas 

De suas cortinas 

Ao vento a bailar.

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 

(Ilustra a poesia residência na área rural de Pedra Furada, município de Nova Era - MG)

 

 

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!