TODO SOCIALISTA QUER SER UM CAPITALISTA RICO
27/11/2020 23:51 em Novidades

O DESEJO DE TODO SOCIALISTA É SER UM CAPITALISTA EXCEPCIONALMENTE RICO

     Não é segredo nenhum para ninguém que socialistas desejam usufruir arduamente de todos os inúmeros benefícios e privilégios que o capitalismo proporciona; o que eles não querem é ter que trabalhar para conquistar esse objetivo. É por essa razão que socialistas com muita frequência ingressam na política, para se locupletar do Estado.

     Uma vez na política, é fácil ficar rico e se esbaldar com o vasto manancial de recursos, esbanjamentos orçamentários, inúmeros privilégios e imensuráveis benefícios dos quais a classe dirigente usufrui, e que são todos custeados com o dinheiro do contribuinte.

     E apesar de não produzir absolutamente nada, essa gente oportunista ainda aproveita a situação para se promover como “heróis” do povo, alardeiam a si próprios como “guerreiros” que lutam resolutamente por “justiça social”, o que quer que uma platitude genérica dessa natureza signifique.

      Ao promover sua plataforma política, logo em seguida o indivíduo em questão – se for descaradamente populista e demagógico, como os Lulas e Chávez da vida – provavelmente conseguirá arrebanhar um monte de idiotas úteis para a causa, e estes passarão a venerá-lo como se fosse um verdadeiro deus, uma divindade sagrada.

     Já vimos isso acontecer centenas de vezes na triste, deplorável e deprimente política da América Latina, onde a abundância de demagogos populistas e bandidos oportunistas só não foi superada pela fé irracional dos socialistas na fantasia da revolução cubana.

     O socialismo é a ideologia da inveja, do ódio, da ganância. Henry Hazlitt enfatizou isso com veracidade quando disse: “ Todo o evangelho de Karl Marx pode ser resumido em duas frases: Odeie o indivíduo mais bem-sucedido do que você. Odeie qualquer pessoa que esteja em melhor situação do que a sua.”

     Socialistas odeiam o trabalho, servem unicamente para reclamar do capitalismo, do patrão, da classe empresarial, e exigir que tudo seja “público, gratuito e de qualidade”.

     Essa gente esquece que nada é gratuito, apenas no colorido mundinho de fantasias utópico da militância. O Estado não gera riquezas, mas se sustenta exclusivamente da extorsiva tributação parasitária praticada desmesuradamente contra os setores produtivos da sociedade.

     E não devemos jamais esquecer que vivemos em um país que possui uma das mais elevadas cargas tributárias do mundo, com um sistema de alíquotas e encargos fiscais que também vem a ser dos mais burocráticos, labirínticos e complexos hoje em existência.

     O Brasil é o quarto país do mundo que mais tributa empresas. Se tributação fosse sinônimo de desenvolvimento, deveríamos ser um dos países mais desenvolvidos do mundo. Não obstante, somos o contrário, um dos mais pobres. No Brasil, ninguém enriquece, com exceção da classe política e dos marajás do estado, que sugam o dinheiro do contribuinte com uma voracidade inesgotável, que nunca termina.

     Ora, tudo o que os socialistas fazem na prática tem um único objetivo primordial: abiscoitar a maior parte das riquezas geradas pelos setores produtivos da sociedade. Para isso, eles se valem das mais variadas estratégias.

     Como uma ideologia que institucionaliza a rapinagem, a truculência parasitária, a expropriação agressiva, a espoliação sistemática e toda e qualquer agressão perpetrada contra a sociedade produtiva e a livre iniciativa, o socialismo é uma ideologia perfeita para aqueles que não estão dispostos a trabalhar e produzir, mas apenas se apropriar dos frutos do trabalho alheio. Como o professor Osvaldo Bastos falou, “todo comunista é um indivíduo frustrado. Por isso ele tem raiva da burguesia, porque não conseguiu ser burguês.”

     Socialistas então tentam ficar ricos através do Estado – ingressando na política – e aqueles que não conseguem nem isso empenham-se avidamente em destruir as riquezas geradas pela sociedade produtiva, solicitando mais taxação, tributação e roubo institucionalizado por parte do estado sobre quem trabalha e produz, até erodir plenamente  todos os baluartes que sustentam o mercado.

     Toda a fantasiosa e delirante ideologia socialista tem como epicentro o estado, apesar do estado não produzir riquezas, mas apenas confiscá-las. Mas socialistas são completamente incapazes de compreender isso. Como vimos inúmeras vezes na história da América Latina, o que sempre acontece literalmente em todas as ocasiões, são políticos socialistas – que via de regra são demagogos populistas, dispostos a falar qualquer coisa para se eleger – prometendo todo o tipo de coisas ao seu curral eleitoral, que eles jamais serão capazes de cumprir.

     Hugo Chávez, que foi ditador da Venezuela de 1999 a 2013, chegou a dizer ao povo em um de seus discursos que o socialismo poderia produzir o paraíso na Terra. Hoje 92% do povo venezuelano é miserável, a Venezuela é o segundo país mais violento do mundo, a inanição e a desnutrição são problemas crônicos e centenas de venezuelanos morrem de fome diariamente.

     E quando falamos em Venezuela é necessário enfatizar que estamos falando de uma nação com um passado glorioso, que já foi o quarto país mais rico do mundo. Ou seja, essas são as maiores especialidades do socialismo – depauperar a sociedade produtiva e destruir nações prósperas e promissoras.

     Empobrecimento sistemático é tudo que o socialismo faz e é tudo que ele é capaz de fazer. O socialismo só é bom e só traz prosperidade para aqueles que estão no poder.

 

Wagner Hertzog

 

(Jornal da Cidade Online. Fonte: https://www.jornaldacidadeonline.com.br/noticias/22336/o-desejo-de-todo-socialista-e-ser-um-capitalista-excepcionalmente-rico)

 

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!